Aranhas: Controle de Aranha

Controle de Aranhas, a Satoshi dedetizadora é uma empresa que vem atuando com destaque e sucesso no combate a pombos, cupins, insetos rasteiros, roedores e controle de pragas em geral em indústrias, comércios, residências, condomínios, escolas e hospitais. Fundada em agosto de 1996, adquiriu uma tradição de excelência no mercado, granjeando respeito de seus clientes, fornecedores e concorrentes. Visando o melhor custo beneficio do mercado, é realizada uma visita técnica, previamente agendada, que tem por objetivo, identificar a praga alvo, analisar as condições do ambiente, reunindo as informações necessárias para avaliar e decidir a estratégia de controle mais eficiente e segura a ser adotada, para tanto os técnicos são treinados e trabalham com equipamentos adequados para aplicação de inseticidas domissanitários próprios para cada tipo de serviço, descupinização, desinsetização, desratização, controle de pombos, controle de morcegos e tudo que diz respeito ao controle de pragas urbanas.

Aranhas Classificação:

-Reino:Animalia
-Filo:Arthropoda
-Classe:Arachnida
-Ordem:Araneae

Araneae é uma ordem de artrópodes da classe Arachnida que inclui as espécies conhecidas pelos nomes comuns de aranhas ou aracnídeos. Tem distribuição natural em todos os continentes (com exceção da Antártida) e ocorrência em praticamente todos os tipos de habitats terrestres.

As aranhas, ao contrário do que muitos pensam, não são insetos, são animais invertebrados pertencentes ao Filo Artropoda. Hoje em dia são conhecidas em torno de 30 mil espécies de aranhas, que podem ser encontradas nos mais diversos ambientes do planeta, inclusive nas regiões desérticas.

As aranhas se diferenciam de outros aracnídeos por terem a cabeça e o tórax separados do abdômen por uma cintura estreita. Suas garras são usadas para segurar, picar e triturar a presa.

São animais sem esqueleto interno. A sustentação e a proteção de seu corpo são feitas por uma carapaça externa, composta por uma substância chamada quitina. Essa proteção é extremamente importante para evitar a perda de água, o que permite que as aranhas e outros animais do grupo dos artrópodos (escorpiões, insetos, crustáceos) consigam sobreviver em ambientes muito variados.

As aranhas, conforme cada espécie, apresentam cores variadas e tamanhos que vão do quase invisível a olho nu até espécies de mais de 20 cm. Todas as aranhas são predadoras e sua dieta inclui de insetos tais como: moscas, mosquitos, grilos, gafanhotos, baratas etc., e também por animais maiores (lagartos, anfíbios, filhotes de roedores e pássaros), para capturá-los, as aranhas desenvolveram um aparelho venenoso que auxilia na imobilização da presa e na digestão do alimento.

A grande maioria das aranhas, possuem venenos (em todo o mundo, são conhecidos somente dois grupos de aranhas sem veneno) e sua composição química é bastante variada entre as espécies, embora poucas aranhas possuam a capacidade de intoxicar o homem, outras afetam o homem de maneira mais grave.

Quando se sentem ameaçadas, as aranhas picam para se defender, ela utiliza seu veneno para matar suas presas. Na ponta das garras ficam duas estruturas semelhantes a seringas, ocas e pontiagudas, usadas para picar o corpo da presa e injetar o veneno, que é produzido em glândulas especiais.

A maioria das aranhas têm 8 olhos. Algumas têm 6, 4 ou 2 olhos, ou mesmo nenhum. Algumas aranhas de caverna são cegas, porém poucas utilizam a visão como orientação principal.

Seu aparelho respiratório funciona por meio de pulmões (pulmões foliares) e por traqueias. Existem aranhas que têm apenas pulmões e aranhas que têm apenas traqueias. A maioria tem ambos os tipos.

As aranhas possuem circulação sanguínea em seu organismo. O coração situa-se na parte dorsal do abdômen.

Os pelos das aranhas são elementos importantes e de vital importância em sua sobrevivência, funcionam como sensores de deslocamento de ar.

Elas são encontradas desde buracos e frestas no solo a até muitos metros de altura nas copas de árvores; de desertos a florestas úmidas; de ecossistemas totalmente preservados até o centro de grandes metrópoles. Isso acontece devido à sua capacidade de produzir abrigos com uma mistura de proteínas denominada seda, secretada por glândulas localizadas no abdômen da aranha. A seda é trabalhada a fim de formar diferentes tipos de teias, utilizadas desde o revestimento de suas tocas até a formação das belíssimas redes de captura de insetos.

As aranhas possuem hábitos diurnos e noturnos. As espécies noturnas, por exemplo, as caranguejeiras, possuem a visão deficiente e não reconhecem pessoas como agressores. A agressividade existe quando um conjunto de situações informa ao animal que ele está vulnerável. Estas reações envolvem, principalmente, movimentos bruscos, deslocamentos repentinos de ar, qualquer situação que envolva manuseio, contenção ou captura.

Curiosidades sobre aranhas:

  • As aranhas podem ser encontradas em todos os continentes, exceto na Antártica.
  • Aranhas são animais da classe dos aracnídeos, a mesma dos escorpiões, opiliões, ácaros e carrapatos.
  • Todas as aranhas possuem quatro pares de patas.
  • As teias das aranhas são utilizadas para vários fins, como: formar o casulo (onde o animal irá depositar os seus ovos), armazenar alimentos e capturar presas.
  • O órgão sexual da aranha macho está localizado no final de suas patinhas.
  • As aranhas segregam um óleo das patas, por isso não ficam presas à teia.
  • Os envenenamentos humanos por aranhas são chamados de araneísmo.
  • Um fio de teia de aranha com a espessura de um centímetro é mais forte que um cabo de ferro com a mesma espessura.
  • A maior aranha do mundo é a aranha-golias – ou aranha-golias-comedora-de-pássaros - da América do Sul, que chega a incríveis 30 centímetros.
  • A aranha-caranguejeira, apesar de grande e com aparência amedrontadora, não possui veneno.
  • No Brasil, são 4 mil espécies de aranhas – 10% do total mundial.
  • As que têm veneno nocivo ao ser humano pertencem ao gênero Latrodectus, Loxosceles e Phoneutria - todos encontrados no Brasil - além das espécies Atrax. As Latrodectus são as temidas "viúvas-negras"; as Loxosceles são chamadas de "arranhas-marrons" e as do gênero Phoneutria são conhecidas como "aranhas-armadeiras".
  • A viúva-negra talvez seja a espécie mais famosa de aranha. As fêmeas costumam devorar os machos após o acasalamento.
  • O veneno de uma Viúva Negra é mais potente que o de uma Cobra.
  • A aranha marrom possui pernas finas e longas, e costuma se esconder em roupas, sapatos e cantos secos, quentes e
  • escuros da casa e do quintal. Seu nome científico é Loxosceles. Seu veneno causa, depois de 12 horas, inchaço, dor e vermelhidão. Caso a vítima não tome soro, o quadro pode se complicar e resultar em problemas no fígado e rins ou até a morte.
  • A aranha armadeira (Phoneutria) tem esse nome por ficar apoiada nas pernas traseiras e levantar as pernas anteriores para dar o bote no seu possível predador, as pernas traseiras funcionam como molas. Outro nome da armadeira é banana spider, ou aranha das bananas.

Como (Phoneutria sp, Lycosa sp e Loxosceles sp):

  • Manter limpos os jardins, aparando e cortando a vegetação excedente.
  • Não plantar bananeiras próximas à residência.
  • Em local muito arborizado, fechar portas e janelas da residência ao entardecer.
  • Manter fechados armários e gavetas que se constituem em excelente local de abrigo.
  • Examinar roupas e calçados antes de usá-los, principalmente quando tenham ficado expostos ou espalhados pelo chão.

A metodologia utilizada para controle de aracnídeos.

Pulverização: Consiste na aplicação de saneantes (venenos profissionais) com bomba manual, de alta pressão, nos locais que estão infestados, com produtos microencapsulados, de baixa toxidade e semi-inodoros.

Satoshi Dedetizadora, Conceito de Qualidade!

Controlar Aranhas? Ligue Satoshi Dedetizadora!