Dedetizadora | Controle de Formigas

Formigas: São animais pertencentes a uma única família a Formicidae, o grupo mais numeroso dentre os insetos, foram catalogadas até setembro de 2010, 12.585 espécies, formam níveis avançados de sociedade, conhecidas como eusocialidade, como algumas vespas, abelhas e cupins, que é o mais alto grau de organização social dos animais presente nas sociedades mais complexas,  são encontradas em toda parte, exceto nas regiões polares.

No Brasil existem em torno de 2 mil espécies desses insetos, destas, apenas 20 a 30 são consideradas pragas urbanas, pois  algumas delas vivem em constante contato com o homem e podem trazer diversos prejuízos, algumas formigas atacam plantas prejudicando o seu desenvolvimento e chegando até a matá-las,  plantações inteiras já foram perdidas por causa das formigas. As formigas são pragas domésticas e atacam vários tipos de alimentos, especialmente os doces. Algumas formigas podem se defender através de um aparelho inoculador de veneno, podendo provocar reações alérgicas cuja gravidade vai depender da sensibilidade cada indivíduo, local e número de ferroadas.

A alimentação das formigas dependerá de cada espécie, podendo ser carnívoras, herbívoras, mas a maioria é onívora, ou seja, comem de tudo, animais, vegetais e restos de alimentos humanos, como por exemplo: sucos vegetais, seiva das plantas, néctar de flores, substâncias açucaradas, líquidos adocicados que são excretados por certos insetos, de animais mortos ou vivos e outras de fungos cultivados a partir de folhas vegetais.

As formigas são úteis porque ajudam a exterminar outros insetos daninhos e a aerificar o solo. Por outro lado, podem também tornar-se uma praga quando invadem as casas, jardins e campos de cultivo.

Formigas Classificação:

Reino: Animalia

Filo: Arthropoda

Classe: Insecta

Superordem: Endopterygota

Ordem: Hymenoptera

Subordem: Apocrita

Superfamília: Vespoidea

Família: Formicidae

Organização social das formigas: Nem todas as espécies de formigas constroem formigueiros, muitas fazem ninhos em diferentes locais, normalmente subterrâneos, com um complexo sistema de túneis e câmaras com funções especiais para o armazenamento de alimentos, para a rainha, o “berçário”, onde são tratadas as larvas, etc., mas também o fazem sob rochas, no interior de toras de madeira envelhecida, no interior de troncos ocos, dentro de plantas mutualistas (é um tipo de interação entre duas espécies que se beneficiam reciprocamente da associação entre elas) e no alto de árvores.

Algumas constroem seus ninhos com papelão, outras com materiais vivos, como os ninhos de folhas das formigas tecelãs, que são mantidos juntos por seda derivada das larvas, que as operárias usam como se fossem tubinhos de cola, para colar as folhas e formar os casulos.

Rainha: Tem a função da reprodução que é realizada com o macho, através do voo nupcial, vive dentro do formigueiro, é maior que as restantes formigas, perdem as asas depois de fecundada, durante toda a sua vida põe ovos, podem viver até 18 anos. Os machos aparecem apenas quando é necessário fecundar uma nova rainha, o que acontecerá durante um voo em que participam milhares de fêmeas e machos alados; depois da fecundação, os machos são impedidos de entrar no formigueiro e geralmente morrem rapidamente.

Obreiras: têm as funções de procurar alimentos, construção e manutenção do formigueiro e sua defesa é realizada por fêmeas ápteras (que não possuem asas, para facilitar a mobilidade no formigueiro) estéreis. Em certas espécies, as obreiras que realizam as diferentes funções estão também divididas em castas, normalmente, as que se ocupam da defesa ou para o ataque, uma vez que algumas espécies são predadoras de animais que podem ser maiores que elas têm as peças bucais extremamente grandes e fortes.

Operárias: Cuidam da cria (ovos, larvas e pupas), fazem a limpeza do formigueiro e coletam o alimento.

Soldados: Guardam a entrada do formigueiro.

CICLO DE VIDA:

As formigas apresentam metamorfose completa:

Ovo => Larva => Pupa => Adulto.

Ovos: São postos em grupos, são microscópicos, não podem ser vistos a olho nu, brancos e transparentes. Normalmente são botados no verão e transportados pelas formigas operárias. Esse transporte é importante, no caso de ameaça de predadores.

Larvas: As larvas são também brancas e transparentes, mas parecem mais compridas e menos cheias do que os ovos, passam por vários estados, chamados de instares.

O número de instares pode variar entre 3 a 5. Uma larva eclode de cada ovo, sendo bastante pequenas neste estado, elas se assemelham aos vermes e, repetidamente, realizam a muda. Pequenos pelos começam a crescer e, quando o estágio da pupa começa, elas ficam mais escuras. Dentro da larva, desenvolvem-se pequenos sacos de cor bege. As operárias protegem a larva.

Pupas: Quando a larva passa pela muda de pele, um mês depois é tempo de começarem a se parecer como formigas, são brancas e "enceradas", com as antenas dobradas em direção ao corpo. Elas ainda criam um casulo ao redor de si mesmo. Essa proteção é, geralmente, feita em uma parede do formigueiro ou nas proximidades, precisam de temperatura constante para desenvolver-se, neste estado não se alimentam nem conseguem locomover-se.

Fase Adulta: Mais algumas semanas se passam e as formigas adultas surgem. As operárias as retiram dos casulos. As novas formigas parecerão mais macias e pálidas. Normalmente, elas se tornam pretas e o seu exoesqueleto se endurece dentro de poucas horas após seu nascimento. Elas residem no centro da colônia e, quando amadurecerem, vão para a superfície, juntando-se às companheiras operárias. Rainhas e machos nascem da mesma maneira. Assim que a formiga atinge o estado adulto não cresce mais.

Vamos falar um pouco sobre as formigas domésticas.

Elas se adaptaram tanto a vida em nossos lares, pois possuímos vários locais favoráveis para que elas façam seus ninhos, ou seja, atrás de paredes, armários, tomadas elétricas, conduítes de eletricidade, dentro de batentes de portas e janelas, frestas nas calçadas, rodapés, inclusive dentro de aparelhos eletrônicos, geralmente são locais escondidos, tornando-se difícil sua localização.

Muitas espécies de formigas domésticas são exóticas, vieram de outros países, chegaram através do comércio, meio que muitas pragas são disseminadas. Da mesma forma que “importamos” algumas espécies, também exportamos outras. Saiu do Brasil a formiga lava-pés para os Estados Unidos e hoje em dia eles gastam milhões de dólares por ano tentando controlar este inseto.

A maioria das formigas que ocorre no ambiente doméstico é poligínica, isto é, tem mais de uma rainha inseminada dentro do ninho, uma boa estratégia de sobrevivência, pois se um dos ninhos for destruído, elas sobrevivem em outro. Elas reproduzem-se tanto por voo nupcial quanto por fragmentação (É um tipo de reprodução assexuada em que se obtêm vários organismos a partir da regeneração de fragmentos de um organismo progenitor.). Algumas utilizam somente o último método de fundação de novas colônias. Elas são muito agressivas com outras espécies o que resulta na presença de uma única espécie dentro de um edifício de vários andares, mesmo sendo agressivas com outras espécies elas são tolerantes aos ninhos da mesma espécie numa mesma área. Outra característica destas formigas é a facilidade com que mudam seu ninho de lugar. Isto faz com que ocupem rapidamente novos lugares dificultando seu controle.

Sabemos que as formigas domésticas causam incômodo, pois atacam alimentos deixados sobre mesas, pias e dentro de armários. Algumas podem picar e a picada pode ser dolorida e dependendo da sensibilidade da pessoa, podem causar alergias. Elas conseguem danificar aparelhos eletrônicos para se aninhar dentro deles podendo causar curtos-circuitos. É preocupante quando as formigas infestam hospitais, por serem minúsculas, têm acesso livre a UTIs, centros cirúrgicos e berçários. Passeiam sobre materiais esterilizados possibilitando o risco de contaminá-los, pois elas carregam bactérias em seus corpos, frequentam enfermarias e quartos de pacientes andando sobre ferimentos e veiculando microrganismos, podendo ser uma das formas importantes na infecção hospitalar.

Algumas espécies de formigas domésticas:

  • Formiga Fantasma - Tapinoma melanocephalum

Classe: Insecta
Ordem: Hymenoptera 
Família:  Formicidae
Nome científico: Tapinoma melanocephalum
Nome vulgar: Formiga fantasma

BIOLOGIA:

Caracterizam-se pela coloração enegrecida do tórax e cabeça e pernas e abdome claros, aninham-se geralmente ao ar livre, mas frequentemente estabelecem colônias em vãos de paredes, e alimentam-se de uma variedade de alimentos.

Tamanho: 1,3-1,5mm

Coloração: Cabeça e mesossoma escuro e pernas e gaster amarelados

Reprodução: Sexuada

Alimentação: Alimentos humanos, doces e salgados e outros artrópodes

  • Formiga Louca - Paratrechina longicornis

Classe: Insecta
Ordem: Hymenoptera 
Família:  Formicidae
Nome científico: Paratrechina longicornis
Nome vulgar: Formiga louca

BIOLOGIA:

O nome “louca” deve se ao andar irregular dessa espécie, quase em semicírculos. Costumam aninhar fora e dentro de prédios, atrás de pedras usadas em revestimentos de paredes e atrás de janelas.

Tamanho: 2,2-3,0mm

Coloração: Marrom escura a preta

Reprodução: Sexuada

Alimentação: Todo o tipo de alimento humano e artrópode

  • Formiga Acrobática - Crematogaster spp

Classe: Insecta
Ordem: Hymenoptera 
Família:  Formicidae

Nome científico: Crematogaster spp
Nome vulgar: Formiga acrobata ou acrobática

BIOLOGIA:

Seu nome se deve ao hábito de levantar seu abdômen acima de suas cabeças quanto se sentem ameaçadas. As operárias são do mesmo tamanho, são lentas e se locomovem geralmente em trilhas retas. Aninham-se em madeira úmida e nas residências são frequentemente encontradas em varandas, podendo ser encontradas em edifícios. Raramente causam danos estruturais.

Tamanho: 2,5-4mm / rainhas: 10mm

Coloração: Escura

Reprodução: Sexuada

Alimentação: Alimentos humanos diversos e artrópodes pequenos

  • Formiga Sará-sará ou carpinteira - Camponotus spp

Classe: Insecta
Ordem: Hymenoptera 
Família:  Formicidae
Nome científico: Camponotus spp.
Nome vulgar: Formiga carpinteira

BIOLOGIA:

Podem construir ninhos tanto fora (no solo e árvores) como dentro de casa (móveis, portas, paredes e batentes de janela), apresentam operárias de vários tamanhos, tem preferência por alimentos adocicados, podendo ser também carne e ovos e algumas espécies são de hábitos noturnos.

Tamanho: 1,5-20 mm

Coloração: Marrom amarelado ao preto

Reprodução: Sexuada

Alimentação: Alimentos humanos diversos e artrópodes pequenos

  • Formiga do Faraó - Monomorium pharaonis

Classe: Insecta
Ordem: Hymenoptera 
Família:  Formicidae
Nome científico: Monomorium pharaonis
Nome vulgar: Formiga do faraó

BIOLOGIA:

É uma espécie tropical, poligínica (pode conter até 200 rainhas), uma colônia pode contar de 1000 a 2500 trabalhadores. Fazem ninhos em pequenas cavidades somente em ambientes domésticos e preferem alimentos ricos em gorduras e substâncias doces. Quando em hospitais, representam um risco a saúde publica, pois são vetores mecânicos de bactérias que possibilitam infecções é altamente dominante sobre outras espécies e sua colônia tem crescimento rápido.

Tamanho: 1,5-2,0mm / rainhas: 4mm

Coloração: Amarelo a marrom claro

Reprodução: Sexuada

Alimentação: Todo o tipo de alimento humano e  artrópodes

  • Formiga Cabeçuda -Pheidole spp

Classe: Insecta
Ordem: Hymenoptera 
Família:  Formicidae
Nome científico: Pheidole spp.
Nome vulgar: Formiga cabeçuda

BIOLOGIA:

Tem origem na África Tropical. As operárias podem variar entre menores, sendo a maioria, e maiores e cabeçudas que são chamadas de ‘soldados’, daí vem seu nome, nidificam no solo, fora das residências, podendo ser dentro, também. Alimentam-se de produtos ricos em proteínas e sucos de frutas.

Tamanho: 1,5-6 mm

Coloração: Marrom amarelado ao preto

Reprodução: Sexuada

Alimentação: Alimentos humanos diversos e artrópodes pequenos

  • Formiga do Fogo - Wasmannia auropunctata

Classe: Insecta
Ordem: Hymenoptera 
Família:  Formicidae
Nome científico: Wasmannia auropunctata
Nome vulgar: Formiga de fogo

BIOLOGIA:

Nidificam em diferentes locais, como folhas enroladas ou galhos mortos na serapilheira (camada superficial do solo de florestas e bosques, feita de folhas, ramos etc. em decomposição, misturados à terra), debaixo de pedras, em madeira podre, em caules ocos suspensos acima do chão, em domáceas e sob epífitas e em residências podem infestar camas, móveis e alimentos. As colônias são pequenas e na maioria das vezes poligínicas (Possui varias rainhas), os machos são raros e as operárias são monomórficas (elas parecem idênticas).

Tamanho: 1,2 mm a 1,5 mm/ rainhas: 4,5-5,0 mm

Coloração: marrom-dourado a marrom

Reprodução: Sexuada / Fragmentação

Alimentação: Onívora

  • Formiga Argentina -Linepithema humile

Classe: Insecta
Ordem: Hymenoptera 
Família:  Formicidae
Nome científico: Linepithema humile
Nome vulgar: Formiga argentina

BIOLOGIA:
As colônias são polígínica, têm muitas rainhas, e podem ter milhares de operárias, são do mesmo tamanho. Os ninhos podem ser encontrados dentro e fora de casa, próximo a fontes de alimentos e de água, como vasos de plantas, pias e encanamentos, são vistas tanto durante o dia como a noite, se alimentam de vários alimentos, mas tem preferência por doces.

Tamanho: 2,2-2,6mm / rainhas: 4-6mm

Coloração: varia de claro a marrom escuro

Postura: Dezenas a centenas de ovos/dia

Reprodução: Sexuada

Alimentação: Onívora

  • Formiga lava-pés - Solenopsis spp

Classe: Insecta
Ordem: Hymenoptera 
Família:  Formicidae
Nome científico: Paratrechina longicornis
Nome vulgar: Formiga louca

BIOLOGIA:

Possuem várias espécies, sua picada é dolorida, provocam bolhas, alergias e até choque anafilático. Alimentam-se de plantas, animais e alimentos domésticos. 
Geralmente, fazem seus ninhos fora de casa e formam um montículo de terra solta.

Tamanho: 2,2-3,0mm

Coloração: Marrom escura a preta

Reprodução: Sexuada

Alimentação: Todo o tipo de alimento humano e artrópode

CURIOSIDADES:

  • As formigas se comunicam através de uma substância química chamada de feromônio.
  • As formigas se defendem ferroando e injetando em suas vítimas o ácido fórmico, que causa muita irritação.
  • As formigas conseguem carregar um objeto com peso 100 vezes maior que o seu próprio peso.
  • A rainha põe ovos até uns dez ou quinze anos depois que o macho morre, pois o seu sêmen fica armazenado no organismo dela por todo esse tempo, sem estragar.
  • As operárias mantêm as larvas bem alimentadas porque estas produzem uma secreção alimentícia que as formigas sugam.
  • Até 2010 foram identificadas 12.585 espécies, mas os cientistas acreditam que o número de espécies no planeta seja até 10 vezes maior.
  • Existem registros de fósseis de formigas que indicam que surgiram a 100 milhões de anos atrás no período Cretáceo.
  • Acredita-se que o peso de todas as formigas do planeta supera o peso de toda a humanidade. 

Como controlar FORMIGAS DOMÉSTICAS:

  • Recolhendo restos de alimentos e qualquer outro tipo de lixo em recipientes adequados.
  • Vedando frestas de pisos, azulejos, portas e de outros locais que ofereçam condições de abrigo para as formigas.
  • Não acumulando madeiras em locais úmidos.
  • Observando a presença de formigueiros em vasos de plantas e jardineiras.
  • Excluindo a prática de fazer pequenos lanches na mesa de trabalho, protegendo teclados dos computadores das migalhas de pão, biscoitos, etc. 

Controle: A presença do inseto gera nas pessoas a sensação de incomodo, mas deveria despertar o sentimento de preocupação, já que esta é o vetor mecânico de contaminação. Portanto, a melhor solução para controle da infestação de formigas é a adoção das práticas de manejo integrado de pragas (MIP) por uma empresa especializada.

Satoshi Dedetizadora usa a mais completa linha de produtos e formulações para o tratamento, garantindo a segurança e eficiência no controle deste inseto.

Satoshi Dedetizadora, Conceito de Qualidade!

Controlar Formigas? Ligue Satoshi Dedetizadora!

Controle de Formigas Acabar com Formigas Controlar Formigas
Dedetização de Formigas Dedetizadora de Formigas Dedetizar Formigas
Empresa Controladora de Formigas Exterminar Formigas Serviços de Controle de Formigas