Dedetizadora | Controle de Pulgas

Controle de Pulgas, a Satoshi dedetizadora é uma empresa que vem atuando com destaque e sucesso no combate a pombos, cupins, insetos rasteiros, roedores e controle de pragas em geral em indústrias, comércios, residências, condomínios, escolas e hospitais. Fundada em agosto de 1996, adquiriu uma tradição de excelência no mercado, granjeando respeito de seus clientes, fornecedores e concorrentes. Visando o melhor custo beneficio do mercado, é realizada uma visita técnica, previamente agendada, que tem por objetivo, identificar a praga alvo, analisar as condições do ambiente, reunindo as informações necessárias para avaliar e decidir a estratégia de controle mais eficiente e segura a ser adotada, para tanto os técnicos são treinados e trabalham com equipamentos adequados para aplicação de inseticidas domissanitários próprios para cada tipo de serviço, descupinização, desinsetização, desratização, controle de pombos, controle de morcegos e tudo que diz respeito ao controle de pragas urbanas.

Pulgas: As pulgas são ectoparasitas (parasitas que vivem fora do corpo de seu hospedeiro) que em sua fase adulta são hematófagos, ou seja, se alimentam do sangue de mamíferos e aves, são insetos pequenos (1 a 8,5 mm de comprimento), sem asas, com pernas longas, de corpo marrom escuro e achatado, coberto por placas. São excelentes saltadoras, podendo saltar verticalmente uma altura de aproximadamente 18 cm e horizontalmente 33 cm, o que pode representar cerca de 300 vezes a sua altura, são muito resistentes, graças à presença de placas na superfície de seu corpo. Existem mais de 3000 espécies espalhadas em todo o mundo, exceto na Antártida, dessas 59 espécies são encontradas no Brasil, 36 delas só no estado de São Paulo.
As pulgas são prejudiciais à saúde por dois motivos, são ectoparasitas que causam irritações cutâneas e lesões provocadas por suas picadas, propiciando a instalação de fungos e bactérias. São vetores biológicos de bactérias, protozoários e vermes, como a peste bubônica e o tifo murino transmitidos através da picada da pulga dos roedores. As pulgas dos cães e gatos podem ser vetores do parasita que causa a dipilidíase (uma verminose que ocorre tanto em pessoas como em cães, gatos e outros animais domésticos).

Pulgas Classificação:

Reino: Animalia

Filo: Arthropoda

Subfilo: Hexapoda

Classe: Insecta

Subclasse: Pterygota

Infraclasse: Neoptera

Superordem: Endopterygota

Ordem: Siphonaptera

As pulgas apresentam ciclo de metamorfose completo:

OVOS=> LARVAS=> PUPAS=> ADULTOS

Este ciclo se completa por volta de 30 dias, dependendo das condições de temperatura e umidade.

OVOS: A fêmea coloca ovos (cerca de 300 a 400 de uma única vez.), são depositados sobre o hospedeiro, em seu ninho, ou no chão. São esbranquiçados, lisos e ovais. 

LARVAS: Eclodem dos ovos, passam por 03 instares (estágios larvais), não possuem pernas, são cegas e evitam a luz. Seu alimento consiste de fezes das pulgas adultas, pele, pelos e penas. Elas não sugam sangue.

PUPAS: Possuem um casulo de seda fabricado pela larva de último instar onde ficam aderidos aos pelos de animais, poeira e outras sujeiras.

ADULTAS: Emergem quando percebem a presença de um hospedeiro, nessa fase se tornam ectoparasitas hematófagos, sugam o sangue de seus hospedeiros e geram ovos em abundância, porém as fêmeas não ovipositam sem uma refeição, mas tanto machos, quanto fêmeas, podem sobreviver de dois meses a um ano sem se alimentar. 

As pulgas afetam normalmente animais de estimação, como o gato, o cachorro, entre outros. Elas dependem do hospedeiro para se alimentarem e protegerem se, permanecendo toda a sua vida nestes e em outros animais contactantes. Além de provocarem incômodo pelas picadas, transmitem vermes, parasitas hematófagos e podem induzir a processos alérgicos, diminuindo a qualidade de vida dos animais.

Agora vamos falar um pouco das espécies de maior importância: 

Ctenocephalides canis, Ctenocephalides felis:

Estas pulgas preferem cães e gatos, mas podem passar para outros animais, como ruminantes e humanos, preferem ficar em seus hospedeiros nos locais com pele fina, quente e com maior dificuldade de se coçar.

Dentre as pulgas do gênero Ctenocephalides, encontramos duas espécies, a C.canis C.felis (do cão e gato, respectivamente), sendo que somente a segunda existe no nosso país.

Esse gênero é hospedeiro intermediário da tênia Dipylidium caninum (Mede de 15 a 20 cm de comprimento por 3 mm de largura e parasita o intestino delgado dos cães.), sendo que C.canis também é hospedeiro intermediário de Hymenolepis nana (Espécie de tênia que mede de 15 a 40 mm. Infecta seres humanos e roedores.) e Hymenolepis diminuta (Conhecido como "tênia do rato", infecta comumente roedores e sua forma adulta ,  mede de 10 a 60 cm).

Distinguem-se por seus ctenídeos (Órgãos semelhantes às brânquias.), essas estruturas possuem a função de deixá-las aderidas por maior tempo sobre os pelos de seus hospedeiros, no entanto, possuem características comuns às pulgas, vivem parte do tempo sobre o corpo dos hospedeiros e parte em seus ninhos e lugares de permanência, onde os ovos as larvas e as pupas se desenvolvem. Vivem em torno del 200 dias (C.canis). Em condições usuais, sugam 2 a 3 vezes ao dia, mas suportam jejum prolongado. Sua picada no homem pode produzir dermatite em pessoas susceptíveis, desenvolvendo-se na pele lesão eritematosa (Caracteriza-se por uma coloração avermelhada na pele.) e edemaciada (Acúmulo de líquidos.), às vezes com formação de nódulo endurecido ou pústula (Pequenas "bolhinhas" com pus.). As picadas são mais abundantes nas extremidades inferiores. Pode-se usar repelente.

Xenopsylla cheopis e Xenopsylla brasiliensis:

Esta pulga tem por seus hospedeiros preferenciais os ratos sinantrópicos (que vivem no mesmo ambiente que o homem), além de se hospedar nos Rattus ratus (rato preto ou rato de telhado), Mus musculus (camundongo), podem acidentalmente vir a se hospedar nos homens.

É uma espécie tendencialmente cosmopolita, que está presente nas regiões tropicais e subtropicais e em algumas áreas temperadas.

Xenopsylla cheopis é cosmopolita e Xenopsylla brasiliensis é uma espécie africana também encontrada pela América do Sul. Estão presentes nos mesmos ambientes ecológicos da X. brasiliensis e Pulex irritans, podendo ser distinguida dessas por apresentar cerda pré-oculares e cerdas em forma de "V" na borda posterior da cabeça. Vivem em média de 100 dias, se alimentadas.

A Xenopsylla cheopis é o principal responsável pela transmissão da peste bubônica ou peste negra (entre ratos e dos ratos para o homem). O agente causador da peste é o bacilo gram-negativo Yersinia pestis, transmitido ao homem pela picada da pulga do rato quando infectado. Pelas fezes, essas pulgas transmitem tifo murino, doença infecciosa aguda causada pela Rickettsia tiphi, uma zoonose própria dos ratos, mas que eventualmente atinge o homem quando este permanece em locais infestados por ratos.

Pulex irritans:

É considerada a "pulga do homem", pois vive nos lugares que moramos e frequentamos, mas podem eventualmente alimentar-se de outros animais domésticos, porém tem preferência pelo sangue humano.

É uma espécie de pulga de origem cosmopolita, que parasita várias espécies de mamíferos e aves, incluindo os humanos e animais domésticos. É uma das seis espécies do gênero Pulex (as restantes espécies estão restritas às regiões Neárctica e Neotropical). Acredita-se que esta espécie tem sua origem na América do Sul, onde os seus hospedeiros originais podem ter sido o porquinho-da-índia (Cavia porcellus), um roedor sul-americano, que hoje em dia existe somente como animal de estimação ou os pecari (Tayassuidae) que são um tipo de porco selvagem.

Esta espécie é um hospedeiro intermédio para o céstode Dipylidium caninum (Tênia que mede de 15 a 20 cm de comprimento por 3 mm de largura e parasita o intestino delgado dos cães.).

Seu ciclo evolutivo ocorre a exemplo de outras espécies, como a da Ctenocephalides e Xenopsylla, o que a difere destas são os seus hospedeiros, que é preferencialmente os humanos, causando estresse, alergia e incomodo para a pessoa parasitada. Anatomicamente se diferencia das demais espécies porque possui uma cerda no occipio (Parte ínfero posterior da cabeça.) e uma cerda antes do olho.

Curiosidades sobre as pulgas:

  • As pulgas não pulam no escuro.
  • As pulgas picam o homem se não tiver nem um cão ou gato por perto.
  • Pulgas adultas são parasitas obrigatórios.
  • Pulgas adultas podem ficar meses sem se alimentar.
  • Os ovos se desenvolvem no ambiente.
  • Os ovos eclodem de 2 dias à 2 semanas.
  • As larvas se alimentam das fezes das adultas.
  • A pupa é uma larva dentro de um casulo.
  • Uma pulga pode gerar 200 novas pulgas em sua vida.
  • A espécie que parasita o homem é a Pulex irritans.
  • A Pulex irritans pula e pica o homem e volta para o ambiente.
  • A pulga de cães e gatos (Ctenocephalides canis, Ctenocephalides felis) fica constantemente em seus hospedeiros.
  • Bicho-de-pé é causado por uma pulga (Tunga penetrans) que penetra e forma nódulos na pele.
  • A pulga (Tunga penetrans) parasita todos os animais e tem preferência por solos arenosos.
  • A pulga do rato (Xenopylla spp.) é transmissora da bactéria causadora da Peste Bulbônica.
  • Ainda existe Peste Bulbônica,mas com a ampla utilização de antibióticos dificilmente alguém morre de peste.

Como controlar pulgas: (Ctenocephalides canis, Ctenocephalides felis, Xenopsylla brasiliensis, Xenopsylla cheopis, Pulex irritans).

  • Retirar o acúmulo de poeira e detritos em frestas de assoalho, carpetes, tapetes, etc.
  • Manter o assoalho e as junções do rodapé‚ calafetados e encerados, pois a cera tem efeito desalojante.
  • Adotar medidas de prevenção e controle de roedores, para evitar instalação por pulgas provenientes dos mesmos.
  • Cuidar da higiene dos cães, gatos e outros animais domésticos, mantendo sempre limpos seus locais de repouso.

Controle: A presença deste inseto gera nas pessoas a sensação de incomodo, mas deveria despertar também o sentimento de preocupação, já que este é agente transmissor de várias doenças. Portanto, a melhor solução para controle da infestação de pulgas é a adoção das práticas de manejo integrado de pragas (MIP) por uma empresa especializada.

A Satoshi Dedetizadora usa a mais completa linha de produtos e formulações para o tratamento, garantindo a segurança e eficiência no controle deste inseto.

Satoshi Dedetizadora, Conceito de Qualidade!

Controlar Pulgas? Ligue Satoshi Dedetizadora! 

Controle de Pulgas Acabar com Pulgas Controlar Pulgas
Dedetização de Pulgas Dedetizadora de Pulgas Dedetizar Pulgas
Empresa Controladora de Pulgas Exterminar Pulgas Serviços de Controle de Pulgas